Cuidado com a visão nas férias

De olho nas Férias

Dezembro é o mês esperado por todos. É o período em que muitos aproveitam para recarregar suas energias, a esperada férias, e em nome da fuga da rotina, muitos excessos são cometidos.

Também é o mês em que vivenciamos os extremos de temperatura, verão no nosso hemisfério e inverno no norte, e decorrente da saída da rotina, frequentemente estamos mais expostos às intempéries.

Tanto no verão quanto no inverno, um cuidado muito importante é em relação a exposição a radiação ultravioleta (UV). Os raios do sol, os mesmos que permitem a vida em nosso planeta, além de nos proporcionar a alegria das atividades ao ar livre, também podem causar danos ao nosso organismo se não nos protegermos adequadamente.

Os raios ultravioletas penetram em nossos olhos e pele e causam danos aos nossos tecidos. Muitos são sentidos logo após a exposição, mas a maioria somente é sentida anos após, pois seus efeitos são cumulativos, causando doenças como catarata e câncer.

Em pessoas que se expõe frequentemente ao sol é comum o crescimento de uma pele que recobre a córnea, que chamamos de pterígio. Este problema é muito comum em pessoas que trabalham no campo ou no mar, e o pterígio cresce de acordo com o dano provocado pelos raios UV, podendo até mesmo cobrir o eixo visual e comprometer a visão, sendo quase sempre necessário uma cirurgia.

Mas o dano mais imediato aos olhos é o mesmo que ocorre com a pele, ou seja, a queimadura. Assim como a pele, o olho também pode sofrer queimadura, sendo bastante doloroso. É normal que os olhos fiquem vermelhos, dolorosos e com dificuldade em abrir em ambientes com luz forte. Geralmente os sintomas melhoram de um dia para o outro devido à alta capacidade de cicatrização, o que faz com que o dano seja banalizado e uma nova queimadura ocorra no dia seguinte.

Estes problemas são mais intensos na neve, para aqueles que estão fugindo do calor. O raios solares, assim como os UV, são refletidos pela neve, e os efeitos são potencializados, pois o tempo muitas vezes nublado, assim como a ausência do calor, nos leva a negligenciar os efeitos nocivos do sol. Muitas vezes o dano aos olhos é tão grave que leva a uma condição conhecida como cegueira das neves.

Para a proteção dos olhos é necessário o uso de óculos solares com bloqueadores aos raios UV. Há também lentes de contato que bloqueiam os raios UV, o que é uma proteção extra, não dispensando os óculos. Além dos óculos, é importante associar o uso de bonés ou chapéus que cubram o rosto.

Para a pele o importante é o uso de bloqueadores solares, para o uso não apenas no verão ou inverno, mas em todas as épocas do ano. Outro cuidado importante é a hidratação, tanto na forma de cremes como com a ingestão de água. E para os olhos não é diferente, o uso de colírios lubrificantes ajudam a amenizar os transtornos causados pelo tempo, pois agem como nossa lágrima natural, substituindo quando estas não dão conta do recado.

Assim, tanto no verão como no inverno, no calor ou no frio extremo, devemos nos preocupar com os órgãos que nos permitem interagir com o maravilhoso mundo em que vivemos!

Dr. Marco Olyntho

Dr. Marco Olyntho

CREMESP 92737 / RQE 31927 | Médico Oftalmologista com Título pela Associação Médica Brasileira e Conselho Brasileiro de Oftalmologia | Membro da Academia Americana de Oftalmologia.

Compartilhar post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Share on whatsapp
Onde Estamos

Olyntho Oftalmo.Center

Avenida Anísio Haddad, 8001 - Torre Zurich Sala 307
Georgina Business Park - São José do Rio Preto – SP
CEP 15091-751

Fale Conosco

Dúvidas? Fale com a gente sobre agendamento de consultas, exames, tratamentos ou convênios. 

Horário de Atendimento

Segunda à Sexta, das 8h às 18h

© Clínica Olyntho

× Fale Conosco